18 abril, 2010

Pampedal - Faça do limão uma limonada

Hoje saiu mais uma pedalada com o pessoal aqui de Bagé. Mais um Pampedal cheio de gente para curtir a paisagem, a cidade e fazer amizades. A idéia hoje foi conhecer o morro da antena e olhar a cidade lá de cima. Muito show curtir o silêncio do lugar e ver a cidade no seu todo, envolta por uma suave névoa da manhã. Cruzamos por um vinhedo da Salton, andamos por dentre matos de eucaliptos, subimos algumas lombas íngrimes e todos apreciaram o vento chiando prazerosamente do alto do segundo maior morro da cidade.
Dentre os pedalantes estavam dois colegas da universidade, o Nilo (speedeiro e profundo conhecedor do assunto ciclismo) e o Fernando, que encarou bravamente o pedal, pois além de iniciante no ciclismo, estava com uma bike emprestada. Segue abaixo algumas fotos. Acho que o Heron postar mais várias fotos no blog dele (veja AQUI)
Uma pergunta recorrente que me vem à cabeça, após chegar em casa e ver as fotos desses pedais é "porque não fazer do limão uma limonada?". Mudar-se para uma nova cidade e ajudar a estabelecer uma universidade totalmente nova, longe de seus antigos amigos, parentes e hábitos é sempre um caminho desafiador. Em uma situação dessas temos duas opções: reclamamos da vida e do lugar, e ficamos chupando um limão amargo, ou construímos um caminho por nossas próprias mãos e degustamos uma refrescante e saborosa limonada. Ver Bagé de cima daquele morro, conhecer novos lugares e continuar a fazer novas amizades é como optar por tomar a refrescante limonada da qual falei ;-)). Para quem optar pela primeira, lamento, pois tanto em Paris quanto na Sibéria, continuará chupando o mesmo limão amargo. ;-)
Segue abaixo o trajeto do pedal. Dica para quem não o conhece: vá de MTB e leve uma água para descansar depois das subidas. Elas cansam :-)) . Mas, como depois de uma subida sempre vem uma descida, aproveite a paisagem lá de cima e relaxe, pois depois é só cuidar o freio deixar a bike andar por si própria!!
Na próxima semana não estarei em Bagé, mas o pessoal já combinou uma ida até as ruínas do forte de Santa Tecla.

Abração a todos e até o próximo post!!!

FRANZ

4 comentários:

  1. Que beleza de limonada!!! E quem sabe uma caipira, ai fica todo mundo feliz, até quem chupa o limão!

    ResponderExcluir
  2. Bá era só o que faltava para a perfeição. Uma caipira!! Franz estou encantada com os nossos passeios e com o grupo que se formou. Muito bom.

    ResponderExcluir
  3. Daew Franz..
    A cada passeio o grupo tem aumentado...
    As amizades começam a se concretizar..
    Novos grupos menores e novas pedaladas e convites começam a aparecer..
    Isso é o legal do mundo das magrelas, vc se entrosa consigo mesmo, com novas pessoas e com a natureza..
    O limão faz parte da natureza tbm... hheihas
    A magrela une a galera e com certeza só tem a acrescer e melhorar a vida de todos!

    Abração Franz!

    ResponderExcluir
  4. Ao Olavo, essa é boa!! Gostei da idéia!! Para os bageenses que não conhecem o Olavo, esse cara é um dos maiores cicloativistas de PoA, organizador da massa crítica de lá, e pai do Bernardo, o mais novo ciclista da turma!!

    À Karla, que sorte ter surgido essa idéia do pedal domingão, heim!! Parece que surgiu o dia e horário certinhos para juntar uma turma boa que estava dispersa por Bagé. ;-)

    Ao Heron, esse pedal tem tudo para continuar forte. Tomara a turma manter firme o pedal durante o invernão. :-)) Acho que com as amizades e o entusiasmo que tu e o Pedro possuem, a tendência é a galera se manter fiel a pedalada.

    Vida longa ao Pampedal. ;-))

    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir