01 agosto, 2009

De volta ao pedal e ao Blog

SOBRE O PEDAL
Olha minha cara de alegria na foto acima. O volume na barriga não é "pneuzinho", mas, sim, devido a um casaco que eu estava por baixo da blusa preta para não passar frio :-))). Tinha acabado de chegar de uma boa e longa pedalada por dentro da cidade de Porto Alegre. Estava sem pedaladar há um bom tempo devido a minhas metas pessoais, sobretudo, a que se referia a terminar meu doutorado. Pois sexta feira passada realizei a defesa de minha tese, e correu tudo bem. Resta agora fazer as revisões exigidas pela banca. Pois, já na quarta-feira fui em um torneiro mecânico e fiz a peça definitiva para a fixação do guidon. Agora faltará somente pintar a bike e montá-la de forma definitiva.
Para comemorar hoje dei uma boa pedalada pela cidade sob um frio gostoso e um sol maravilhoso. Para completar, ainda vi uma reclinada artesanal linda, a qual pertence ao Ioberto Banunas. A bike dele é realmente magnifica, mas não cheguei a fotografá-la.
Bom!! Muito outros compromissos já estão a caminho, como aulas, trabalhos para empresas, pesquisa, e redação de artigos, mas a principal meta deste último semestre foi finalmente cumprida com êxito. Assim, acho que o blog volta à vida denovo. Devagar e sempre.

UMA NOTA SOBRE MEU BICICLETÁRIO
Para quem me conhece ou já leu o blog nos últimos anos, sabe que moro em um JK (T0 para os amigos portugueses). A construção dos últimos detalhes da reclinada em um JK não é nada divertido :-)). Guardá-la num apartamento desse tipo também nao é algo muito legal. Para minha sorte tive a ajuda de uma moradora do prédio onde moro, que liberou um cantinho em sua vaga da garagem para eu guardar minha bike. O resultado ficou bem simples e legal, e ainda descobri que de fato minha bike não é tão grande quanto parece. O bicicletário é tudo de bom!! ;-))
Abração a todos, e continuem visitando o blog, pois ele não morrerá tão facilmente.
Até o próximo post.

12 comentários:

  1. Bem vindo ao Pedal Franz! Eu gostei do seu bicicletário. Eu tb tenho problemas com a guarda de minha bike. Ocupa espaço no corredor da área de servilo exígua que tem o apto que moro. Pena que suspender tb não seja possível. Como sou do conselho administrativo do condomínio já sugeri a colocação de um coletivo na garagem subterrânea. Alguns condôminos, que convivem com bicicletas dos filhos, tb gostaram da idéia. Estou elaborando melhor a idéia para apresentar na próxima reunião do condomínio. Se der certo, vai ser ótimo!
    Outra coisa: DOUTOR FRANZ...Doutor em que?

    ResponderExcluir
  2. Oi Rogério,

    Obrigado pela visita ao blog e pela mensagem.
    Eu tb tentei motivar a instalação de um bicicletário coletivo no condomínio. Infelizmente, as pessoas no prédio, assim como em toda a cidade de PoA, andam muito pouco de bicicleta e essas idéias acabam não vingando.
    A título de curiosidade, este meu bicicletário foi colocado exatamente acima do capô do carro, aproveitando um espaço que normalmente, as pessoas nem se dão conta que dá para aproveitar. Claro que eu tomo sempre muiiiiiiiiiiiito cuidado para não causar qualquer prejuízo no carro que fica na vaga, liberada de tão boa vontade para mim.

    Eu fiz o doutorado em Engenharia de Produção, onde realizei uma pesquisa que buscava integrar Avaliação de Maturidade Organizacional e Gestão da Qualidade visando melhorias nas práticas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho.

    Apareça sempre!!
    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir
  3. oi Franz,

    há quanto tempo, cara!

    bonita imagem da reclinada suspensa;

    aqui no prédio me orgulho de ter contribuído (ou assim creio) para que a atitude mudasse, lentamente, de indiferença e aversão às bicicletas, para o estágio atual, onde as bicicletas dormem naquilo que seria o (inúti ) hall de entrada!

    uma corretora de imóveis esteve aqui e criticou isso; respondi que bicicletário pra mim é sinal de civilização...


    ô Franz, conta aí qual o segredo pra ficar assim magrinho sem fazer exercício hehehe

    e parabéns pela defesa, se tivesse convidado quem sabe a gente teria ido assistir


    [ ]


    a.
    _________

    ResponderExcluir
  4. Opa Artur,

    Que legal tua visita aqui.
    to sempre indo lá no teu blog ver as novidades, mesmo que muitas não insira comentários.
    O teu último post foi show de bola. Como disse o Olavo. O que o o Eric fala lá arrepia. :-))
    A conquista deste espaço para a bicicleta no meu prédio, na verdade, foi decorrência de extensas trocas de idéias. Como a síndica precisa de um espaço para a bike da filha dela, então surgiu a idéia: eu financiava os ganchos e ela cedia o espaço. Portanto, próximo a minha bike tem uma outra convencional. O resultado, no fim se revelou bem clean e criativo. O pessoal só fica mais relutante pelo risco de terem seus carros arranhados.

    Aproveitando a deixa.... e como já disseste um dia: "de onde menos se espera, aí mesmo é que não vem nada!" :-))
    Nas próximas semanas estarei indo de mala, cuia e reclinada para Bagé, onde passei em um concurso para professor da Unipampa. Ou seja, a conquista do bicicletário perderá seu incentivador e Bagé terá a sua primeira reclinada. :-))
    De qualquer forma não estarei longe, pois a internet ajudar a aproximar as idéias afins.

    Além de estudar para o concurso, também dei uma aulas em Lajeado e assumi outros compromissos para tirar uns trocos. Essa foi a receita de meu regime milagroso. :-)))

    Antes de levar a bike embora, vou dar um jeito de pedalar com a querida turma reclineira.

    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir
  5. E ai, tudo ok? Vi no you tube uma reportagem com seu irmao, que monta reclinadas. Me comuniquei com ele, enviando uma foto de uma bike pra ver se ele montava, aí ele medisse que entrasse em contato contigo que tu sabia de uma cara em POA que havia montado e viajado. Nao consigo anexar a foto no blog pra voce, qual seu e-mail? Grato. Adriano

    ResponderExcluir
  6. Oi Adriano,

    Envie a foto para luisantoniofranz(arroda)yahoo.com.br.
    Ok??

    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir
  7. Oi Franz!!

    Bah, ficou demais a bike presa assim. Já to apertado na minha garagem com tantas bikes e prendendo elas na parede como tu fez ficaria ótimo. Vou planejar algo assim...

    Grande abraço,

    manda notícias de Bagé, ;-)

    ResponderExcluir
  8. ô Franz,

    confesso que pr um momento de indesculpável egoísmo fiquei triste ao saber da tua mudança e da perda do compenheiro - ainda que eventual - de pedal.

    Por outro lado, fico sinceramente contente com a importante conquista profissional. Vai ser gauche na vida!, diria Drummond. Bagé é um lugar interessante, tem história, patrimônio arquitetônico. Tbém tem muito paralelepípedo, se bem me lembro - pneus finos de alta pressão, nem pensar hehehe.

    Espero que consigamos fazer aquela reunião sobre o Recliforum antes da tua partida.

    forte [ ]


    a.
    ______________

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pelo comentário carinhoso, Artur.
    Na verdade ainda espero pedalar minha bike de pintura nova antes de ir para bagé.
    Ela está só esperando o jato de areia e a tinta.
    Está toda desmontada.
    O que Bagé tem de ÓTIMO em termos de ciclismos são as estradas, sem buracos, com acostamento e vazias.
    Para mim vai ser muito legal, pois adoro estrada.

    E assim que der terei uma racer decente para voar baixo por lá.

    Importante: tá faltando a inauguração do recliforum mesmo. Já somos 52!! :-))

    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir
  10. Que bacana o bicicletário Franz! Bem bolado, discreto e pendurado!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Franz, estou construindo uma reclinada 20X16, gostaria de receber informações como contruir o banco da reclinada? você teria algum banco de reclinada para vender? caso positivo eu tenho interesse em comprar, desde já agradeço a sua atenção e aguardo seu retorno.

    cicloabraços!

    Miltinho Bihain

    miltinho_bihain@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Miltinho,

    Que legal!! Mais um construtor de reclinadas.
    Assim que quiser, seria um prazer expor o relato e as fotos de sua aventura construtiva aqui no blog.
    Quanto ao banco, eu busquei várias formas de construí-lo, mas ao final de várias tentativas, resolvi comprar o banco do Zohrer. Acabei sendo a melhor opção, pois ele já tem know-how para obter o melhor acabamento. Sai em torno de R$100, mas compensa o investimento. Ele tem dois modelos: o EXD e o Racer. Caso tu mores em Porto Alegre ou região, seria legal ver os dois modelos de banco e experimentá-los dando uma voltinha nas reclinadas da turma em algum dia de passeio.

    Continuando, inscreva-se no Recliforum. Caso você realmente queira construir um banco, lá tem uma turma que já construiu bancos de todos os tipos. Você poderá trocar idéias e fazer vários contatos. Lhe espero por lá.

    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir