29 dezembro, 2008

Testando uma 20x20

No último final de semana eu e meu irmão testamos a configuração 20x20 em sua reclinada, a qual é originalmente 26x20. Aparentemente, com as duas rodas 20" a bike ficou mais sensível à irregularidades do calçamento. Por isso, desconfio que para usar uma configuração com essas rodas seja necessário que a bike tenha suspensão. Caso contrário, uma pedalada em longas distâncias (acima de 60km) pode se tornar cansativa e dolorosa para as costas. Esteticamente, os aros 20" me parecem bastante interessantes e não descartaria usar uma possibilidade dessas em algum projeto futuro.

De qualquer forma, o simples fato de fazer essa experiência já foi muito legal. Em Porto Alegre, falta espaço, peças e ferramentas para essas coisas. Em Rio Grande, ao contrário, essas atividades ficam facilitadas pelo espaço, peças existentes e pela ajuda do meu irmão.

Boa virada de ano a todos. E que 2009 seja repleto de boas pedaladas.

Abração a todos e até o proximo post!!

19 dezembro, 2008

High Racer 26x26 - Enfim, dual 24

Olha a fotinha aí acima!! Tô quase chegando lá. A bike vai ser uma 24x24 mesmo. O guidon ainda tem um pequeno probleminha de folga por causa do garfo 24", o qual tem diametro interno de sua "espiga" com 21mm. A solução foi desistir do guidon anterior e mudar para este. Ainda terei que melhorar os detalhes mas, por enquanto, usarei aquelas buchinhas de alumínio que ajudam a obter uma melhor fixação entre as peças.
IMPORTANTE: Pode ser que este guidon não me agrade, mas mesmo assim, ela rodará de qualquer jeito. Há uma grande dúvida sobre como usá-lo no momento de fazer curvas fechadas. Com a chegada do natal e final de ano ficarei abrigado a terminar a montagem em Janeiro, mas a parte mais difícil já passou. Daqui há um mês, certamente, teremos uma nova reclinada definitivamente dando as suas primeiras voltas por PoA.
Fiquem ligados no blog!!!
Aahhh, antes que eu esqueça!! Feliz Natal e Boas Festas de final de ano para todos.
Abração a todos e até a próxima.

06 dezembro, 2008

High Racer 26x26 - Quase 20x20

Nos últimos dias tenho ficado bastante inclinado a colocar dois aros 20" na minha bike. A idéia inicial dessa mudança surgiu quando passei a achar o aro 26" grande, deixando a reclinada alta para a minha estatura. Como ainda não sei se o aro 24" ficará legal, pois só testarei isso na próxima semana, fiz uma simulação de como a bike ficaria com dois aros 20". Confesso que já estou começando a achar essa opção a mais legal.
Sabe-se lá se nome High Racer 26x26 não irá se tornar ao final da história em High Racer 20"x20".

Semana que vem darei retorno sobre os resultados que cheguei.
Abração e até lá!!

02 dezembro, 2008

High Racer 26x26 - Teimosia e ação

Quem me conhece mais intimamente sabe como sou teimoso, e as conseqüências decorrentes de minha teimosia. Pois bem, uma dessas conseqüências desastrosas é a construção de minha bike, a qual já foi montada e desmontada duas vezes, por não ficar da forma como eu havia projetado ela inicialmente. Para chegar onde queria tive que passar um pouco de trabalho como, por exemplo, montar a peça que aparece aí nas fotos menores. Essa peça, a qual montei para ser usada em um garfo standard, foi inspirada naquelas usadas pelas bicicletas da marca holandesa Challenge. A mesma permite que eu fique com o guidon articulado, o que é ótimo para descer da bike e fazer curvas fechadas e, além disso, posso pedalar na posição esquilo, a qual acho mais legal. Já pedalas umas reclinadas usando este conceito e funciona bem legal. Se der certo na minha, futuramente farei uma outra peça mais forte e bem acabada. Pois agora, depois de tanto tempo, cheguei o mais próximo do projeto feito no CAD, e o resultado não é extamente o que eu esperava. Descobri somente agora que as dimensões dessa bicicleta se encaixam muito bem (seja pela estética ou funcionalidade) a um ciclista com aproximadamente 180cm de altura. Para minha estatura (170cm) ela fica um pouquinho alta e eu não consigo pedalar com o corpo bem cima da roda traseira, o que acho que é esteticamente mais bonito. De qualquer forma a bike possui amplas possibilidades de regulagem, e ainda tenho a opção de usar uma roda com aro 20" na frente (o que não estava previsto no projeto inicial e aumentará um pouco o ângulo do garfo com o solo). A solução que tomarei inicialmente será colocar dois aros 24", o que é um problema, pois esta dimensão de aro limita muito as opções de compra no mercado. Por exemplo, não achei pneus 1,5", os garfos rídigos existentes são todos de baixa qualidade, etc, etc... Vamos ver no que dará. Se não der certo, lá se vão mais alguns reais nesse novo teste!!! Fazer o que, quer inventar e construir sua bike, então assuma as conseqüências. :-)))
A figura abaixo dá uma idéia da diferença entre os dois aros. A teimosia em querer fazer o projetei, às vezes, desgasta um pouco e frusta. Mas também tem um lado recompensador, quando algumas idéias ficam legais ao serem colocadas em prática. Ou seja, sei que a teimosa atrapalha na ação, mas já não me incomodo tanto com isso, pois ao final terei em mãos o fruto de algo que saiu de meu computador para as ruas extamente como eu gostaria que tivesse saído.
Abração a todos, e até o próximo post.

15 novembro, 2008

Velomobile diferente

Sei que não é comum ver um velomobile na nossa terrinha, mas ainda um dia será. Afinal, as reclinadas já são, e ouvi falar que em Rio Grande tem uma cara construindo um.
De vez em quando eu procuro velomobiles na web e sempre vejo modelos que usam o crank (pedivela) à frente das rodas, ou seja, o ciclista fica com o eixo das rodas dianteiras próximo ao seu quadril. Ainda há modelos, mas também raros, de velomobiles com duas rodas atrás e uma na frente.
Sempre me questionei como ficaria um velomobile com o eixo na linha dos pés, mas nunca tinha visto a foto de algum. Eis que agora surge o Velayo. Eu achei bem interessante, embora sua traseira extremamente longa o deixa meio esquisito. Deixo ao julgamento dos visitantes se essa invensão é realmente legal ou não.
Os velomobiles me parecem uma boa opção para os gaúchos, principalmente na zona sul do estado. Acho que o dia que alguém experimentar um, certamente vai querer tê-lo para si. No inverno rigoroso do Rio Grande do Sul, onde temos períodos longos de chuva, acho que um velomobile pade quebrar um grande galho.

Abração a todos!!!

06 novembro, 2008

Reclinada e dirigibilidade

Vou postar o vídeo abaixo só para passar uma idéia da dirigibilidade da minha bike. O vídeo foi feito no meio de Setembro e hoje ela está toda desmontada em meu apartamento. Já coloquei um banco novo, comprado do Zohrer e montarei um outro guidon com a ajuda do grande André Alves, bastante conhecido pelos seus bulldogs (http://www.goldalves.com.br/). Ele também fabrica umas bolsas para cicluturismo com alto padrão de qualidade (em outra oportunidade passo o link delas). Au revoir!!

21 outubro, 2008

Nova tendência?

Dentre os modelos de reclinadas que existem, tenho especial adimiração pelos quadros em "S", como é o caso da Optima, Challenge, M5, Azub, Nazca, entre outras, todas européias. Contudo, a simplicidade no design também me atrai no caso das bicicletas "retas" produzidas principalmente por norte americanos. Assim, resolvi fazer um rápido levantamento de alguns modelos para que o leitor deste blog veja como eles são similares. São todos high racer 26x26. Também vou deixar uma pequena pergunta: Será que esta concepção não vai se propagar mais rapidamente nos próximos anos? Talvez essa reflexão seja importante para, por exemplo, quem esteja pensando em um dia produzir reclinadas para vendê-las.
Apreciem as imagens (são todas bikes norte americanas). Além dessas. ainda tem a italiana Slyway e uma chilena que se chamava MTE, a qual não sei se ainda existe ou já faliu.

Bacchetta Corsa

Volae Team

Rans F5 (A fábrica lançou diversos novos modelos semana passada)

Carbent Sea Dragon

04 outubro, 2008

Harley Bikes - Novidade gaúcha

Em um ano ano as coisas mudam, amigo!!
Semana passada durante minha primeira incursão pelas lojas e ruas de Porto Alegre, depois de um bom tempo fora, vi que algumas coisas mudaram. Há um ano atrás ver uma bicicleta chopper de perto não era algo fácil aqui na capital gaúcha. Mas agora, e para minha surpresa, as coisas mudaram por aqui. Só em numa das lojas, na verdade uma das maiores da cidades, vi vários modelos chopper. Portanto, para quem gosta deste tipo de bike, vá juntando seus troquinhos, pois já é possível ter uma todinha sua.
Mas neste post quero me concentrar em apresentar a bicicleta da Harley Bikes. Não sei o quanto é fácil de pedalar essa bike, mas ela é de fato muito bonita. A distância entre eixos é enorme, o guidon é alto e a frente toda cromada. Além disso, a mesma tem um grande pneu na roda livre, o que lhe confere um estilão todo especial. A produção, pelo que entendi ao ler o site da empresa, é meio artesanal, o que não significa que o produto seja mal acabado. Pelo contrário, ela é bem bonita de perto.
Um detalhe:
Essas bikes são feitas aqui mesmo, em Porto Alegre. Para quem quiser ver o site é só acessar o link www.harleybikes.com.br.

Quem sabe essa bike, com todo o seu estilo e em conjunto com as outras choppers que vi por aí, não estimula uma demanda do mercado que justifique a entrada de acessórios e peças de grandes marcas internacionais, como pneus de grandes dimensões, ventis e punhos temáticos, etc, etc. Vou torcer que sim!! Um bom produto nacional parece que já temos. Agora vamos aguardar a chegada dos importados.
Abraços e até o próximo post!!

30 setembro, 2008

Drymer: Projeto de alto nível

Já faz algum tempo que vi essa ultra novidade na web. O nome de tal novidade é Drymer. Infelizmente, todas as informações que aparecem sobre o assunto estão em holandês e, por tanto, caso alguém que tenha conhecimentos da referida língua queira fazer algum comentário. sinta-se a vontade.

O fato é que as imagens por si só já dizem quase tudo. O desenvolvimento do produto, desde sua concepção, criação de um protótipo, construção usando materiais nobres como a fibra de carbono e até seu lançamento em alto estilo, parecem não deixar dúvidas do alto nível desse triciclo. Pelo que entendi o mesmo apresenta diversas vantagens, cite-se:
- Usa a concepção tilting-trike que ajuda na estabilidade do veículo;
- Tem propulsão assistida por um motor elétrico;

- Localização por GPS. Pra quem não sabe, toda a União Européia possui localização por GPS. Ou seja, você pode dar as coordenadas de sua cas no Google Earth e seu amigo vai até sendo orientado por um equipamento de localização geográfica. Isso já está disponível para carros, mas para bicicletas é a primeira vez que vejo um.


- E para completar a história, o triciclo ainda possui uma concepção de bicicleta reclinada, o que lhe confere maior conforto, dentre outras possível vantagens.

Conselho: Se você clicaria imediatamente nos dois vídeos abaixo e depois iria direto para o site da Drymer, só paa poder encher os olhos com um design de alto nível e com um conjunto de idéias de mesmo escalão.




27 setembro, 2008

Divulgando reclinadas na TV

Eu havia prometido retomar o blog com um post sobre bicicletas chopper. Contudo, não poderia deixar de falar de um outro fato muito legal que aconteceu com meu irmão mais velho em Agosto.
Depois de ser contatado pelo pessoal de um canal televisivo alternativo que existe em Rio Grande, ele deu uma entrevista sobre suas bicicletas reclinadas. O canal possui abrangência local, na região sul do Rio Grande do Sul, mas a qualidade da reportagem ficou bem legal. Além disso, o canal alcance diversos lares, o que é algo bem legal para a divulgação das reclinadas como mais um meio de transporte alternativo.
Bom proveito e abraços a todos. Espero que curtam o vídeo.



De volta ao trabalho

Para quem pensava que este blog havia morrido, não morreu não.
Quero mandar, antes de qualquer coisa, um grande abraço a todos que continuaram aparecendo por aqui de vez em quando durante o período de aparente inatividade. Digo aperente porque continuei recebndo mensagens e respondendo a todas que podia.
Fiz muita coisa relacionada ao assunto bicicleta durante o ano que passou. Mas, como estava batante ocupado com outras atividades, acabei ficando com o blog parado durante um bom tempo. Um exemplo do que andei aprontando por aí aparece no blog do amigo Artur, no post Cycle Vision II - direto de Amsterdã!.
Para recomeçar, resolvi mudar um pouco o visual e alterar um pouco os links que aparecem na direita. Além disso, irei dedicar parte dos post ao tema choppers e low riders, pois acho que esse assunto é pertinente e talvez tão interessante quanto o tema reclinadas.
Portanto, caso queiram dar alguma sugestão um fazer qualquer crítica sintam-se a vontade.

Bom!! Mãos à obra e...
SEJAM BEM VINDOS SEMPRE !!!

Abraços do FRANZ