14 agosto, 2007

High Racer 26x26 - Final


Este post fechará o relato da construção que se extendeu por mais de ano. Dado o tempo que levei para construí-la, nada mais justo que começar falando sobre expectativas. Estudando e dando aula sobre Serviços e Marketing aprendi que a expectativa é talvez a maior responsável pelo julgamento sobre a qualidade de algo. Acredite que quanto maior sua expectativa e mais lento o tempo de resposta à ela, pior será seu parecer em relação ao que você quer. Seguindo este raciocínio imagine o tamanho de minha expectativa em relação a esta reclinada. Então, tentarei ser o mais bonzinho possível sobre minhas impressões em relação à ela, e deixarei que o tempo mostre gradativamente seus defeitos.
É por ter consciência disso que tentarei fazer um relato o mais positivo possível sobre minhas impressões em relação a esta High Racer 26x26. Durante a última semana fui a Rio Grande ver minha família. Como os leitores deste blog já sabem, meu irmão mais velho é um cara extremamente habilidoso e adora reclinadas, tanto que já construiu três, usa duas delas diariamente e quer vender um quadro que está lá parado. Além disso, ele tem um perfil bem pró-ativo, de quem o tempo todo sugere soluções, contexta e mete as mão no trabalho. Logo, resolvi terminar com ele minha bicicleta de uma vez por todas e passar por cima de eventuais detalhes de acabamento e geometria que estavam me atrapalhando. Durante quatro dias serramos, soldamos e discutimos bastante até chegar no resultado que pode ser visto pelas fotos e também no vídeo abaixo. De todas as caracteristicas da bike o que mais me impressionou foi seu peso, que ficou em torno de 15 ou 16Kg. Considerando que usei muito aço e que minha preocupação inicial era a geometria, este resultado foi bastante satisfatório. Quanto à dirigibilidade, não gostei muito. Se for andar numa estrada esta bike será ótima, mas no caso de uma cidade cheia de carros, motoristas indisciplinados e ruas mal planejadas não sei não, mas me pareceu um pouquinho arriscado utilizá-la. Qual o motivo?? Explico: primeiro, a altura do banco não permite colocar toda a plataforma do pé no chão com a bike parada e, segundo, o design arrojado atrapalha um pouquinho para manobras mais drásticas e curvas fechadas. Contudo, cabe lembrar que as Ferraris são o sonho de muitos e também não andariam adequadamente numa cidade cheia de buracos e com trânsito caótico.
Quanto à geometria, uma coisa me deixou insatisfeito. Só pude testar um modelo de guidon, tipo esquilo e rígido. Este guidon, me passou a impressão de elevar o risco de lesões na eventualidade de levar um tombo, ainda mais em alta velocidade. Portanto, o mesmo não passou pela minha aprovação.


Apesar dos problemas verificados, o resultado geral ficou ótimo. Como já ouvi de alguém falar, ou eu mesmo já falei, a melhor bicicleta é aquela que lhe faz feliz. Neste aspecto esta bike ganhou muitos pontos. Eu tinha muiiiitas expectativas sobre essa criação e mesmo assim o resultado não foi tão frustrante. Em suma, acho que o projeto foi aprovado, cabendo agora testá-lo. E esta é a parte triste da história, pois a partir de Setembro estarei fazendo uma viagem na qual, esta bike não poderá embarcar. Ou seja, a mesma ficará em Rio Grande com meu irmão e eu ficarei mais um tempinho longe das pedaladas reclinescas. Fazer o que?!! Coisas da vida!!!

Bom!! O texto já está longo demais para o meu gosto. :-)
Quero agradecer a todos que acompanharam o relato ou tiveram algum envolvimento direto na construção dessa bike. Todos os comentários foram muito úteis e bem vindos. Aprendi bastante sobre o assunto neste período e acredito que parte do aprendizado não teria acontecido sem a interferência das opiniões de todos. O blog continuará normalmente em andamento e sofrerá boas melhorias a partir de Setembro, possívelmente com contribuições vindas diretamente do outro lado do Atlântico.
É isso!!
Obrigado pela visita e até o próximo post!!

13 comentários:

  1. Olá,Franz

    ficou muito legal a bike, pelo vídeo me pareceu bem estável e leve, agora é só ajustar. Pelo que entendi você vai viajar mas a deixará com seu irmão, com certeza ele vai dar um toque final, já que é um aficcionado. Se vai cruzar o atlantico possivelmente cruzará com diversas reclináveis onde estiver, não esquece de postar umas fotos.

    abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi, Franz!
    Bah! Parabéns pela conclusão da High Racer!
    Pelo que percebi ela ficou bem agradável de pedalar. A tua expressão de felicidade no vídeo mostra isso! :D
    Aguardaremos ansiosamente pela estréia dela em Porto Alegre, nos reclinaços!
    Aproveitando, desejo uma boa viagem e, como disse o Helder no post acima, manda fotos!
    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Grande Franz! Parabéns por esta conquista que agrada a todos os reclineiros.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. mas bá!

    "de onde menos se espera, daí mesmo é que não vem nada" - Brão de Itararé

    eu gosto de usar essa frase do genial Barão em sentido paradoxicalmente oposto ao que se propõe, mas, no caso, tbém vale como associação de idéias com tua interessante exposição acerca das expectativas

    parabéns pela bela recli concluída!

    e fica aqui meu protesto pela imediata supressão da mesma da frota porto-alegrense

    mas tudo bem, Rio Grande é um lugar tão legal, merece ter mais uma reclinada...

    forte abraço

    boa viagem e tudo de bom

    a.
    ______________

    ResponderExcluir
  5. Há interferência entre o calcanhar e a roda dianteira em curvas mais fechadas?

    Douglas.

    ResponderExcluir
  6. Salve Franz!! ficou muito legal! High racer é feita para estrada! não para cidade. A bike ficou muito legal! Imagina de aluminio? alguns kilos a menos. Parabens! ahhh o video no youtube ficou muito bom!

    ResponderExcluir
  7. Fabio Lazzarotto8/15/2007 10:26 PM

    Oi Franz,

    Parabéns pela conclusão e mais uma opinião/palpite/sugestão, tenho certeza que a montagem dela com um grupo de peças de melhor qualidade (claro que isso implica em custo), vai melhorar sensivelmente o rendimento, o conforto e tua primeira impressão dela.
    Aproveito para desejar boa viagem! Mande notícias.

    ResponderExcluir
  8. Rubiam Weiss8/16/2007 10:41 AM

    Buenas Franz, como estás?
    Me chamo Rubiam e também sou aficcionado por reclinadas, tanto que também me botei a construir um exemplar exclusivo, carinhosamente apelidade de Pedregunda II... minha recumbent bike é muito semelhante à sua, entretanto agreguei ao projeto uma suspensão central e outros apetrechos providenciais. Parabenizo seu empenho em construir seu próprio modelo e espero que possamos trocar mais informações sobre o assunto. Tenho um site onde poderá ver a minha bike - http://pedalsemfronteiras.multiply.com e outro sobre um projeto que pretendo desenvolver em breve - http://www.pedalsemfronteiras.tk . Um grande abraço..
    Att. Rubiam Weiss - Medianeira/PR

    ResponderExcluir
  9. Pessoal

    Obrigado pelos comentários.
    Estou lendo todos.
    Só vou esperar mais um pouco para responder todos em uma única mensagem.

    Abraços,

    FRANZ

    ResponderExcluir
  10. Roberto Tavares8/17/2007 1:11 AM

    Olá Franz,

    Parabéns pela high-racer. Acho que o guidão "superman" vai ficar melhor do que esse "tiller".

    ResponderExcluir
  11. e a receita de fibra de vidro do banco ? malhas, material... to estudando a composição disso.

    ResponderExcluir
  12. Ola Franz!
    Sou um amigo virtual do Orlandi e um adimirador do seu trabalho. Estou tentando fazer uma reclinada baseada no seu projeto, para ser sincero, um clone do seu projeto.
    Fiquei na duvida quanto as medidas do quadro e entre eixos, mas nada de que não possa se resolver.
    Gostaria de saber se com uma roda menor na frente derrepente resolveria o problema da altura, sem estragar o resto.

    Um abraço e parabéns!!

    ResponderExcluir
  13. Olá "anônimo",

    Qual o seu nome, amigo??
    Fico muito feliz de poder estar inspirando alguém na construção de uma reclinada.
    Contudo, meu projeto não está tão bom quanto parece. Estou com pouco trail na roda dianteira e com alguns outros pequenos detalhes que merecem alterações.
    Sendo assim, lhe passo abaixo um link de uma reclinada construída por um cara que tinha um oficina em sua garagem (diferente de mim, que fiz quase tudo dentro de um apto) e, além disso, ele é muito caprichoso. Ele mostra todo todo todo o histórico de projeto e construção da bike, com grande riqueza de detalhes e fotos, as quais ele coloca no flog flickr. Está em inglês, mas não chega a ser o problema (o tradutor altavista babelfish traduz páginas inteiras gratuitamente).
    Consulte e depois me diga o que achou: www.buckybikes.blogspot.com
    OK???
    Mantenha-me informado sobre seu projeto. Se quiser registrá-lo aqui no blog, o espaço está aberto.
    Ahh, e mande seu nome e cidade. ;-)))

    Abração,

    FRANZ

    ResponderExcluir