24 agosto, 2007

High Racer 26x26 - Resposta

É por estar desacostumado a receber tantas mensagens em um único post e, principalmente, por se tratar de um assunto que se desenrolava por mais de um ano, que resolvi fazer esta postagem. Na verdade quero também usar a resposta para explicar mais algum detalhe que, eventualmente, passou em branco. Bom!! Primeiramente, rastreando as perguntas dos posts:
Ao Helder, de fato, a idéia é que meu irmão dê o acabamento. Quanto à história de atravessar o
Atlântico, é exatamente o que você pensou, tentarei registrar o que verei de bikes por lá. Mas não estou com expectativas de encontrar tantas reclinadas assim. :-)
Ao Alex, a expressão de felicidade é mais pelo fato de concluir essa pendenga, do que pelo conforto. Afinal, a bike estava sem freios, sem trocador de marchas e o banco ainda precisava de mais camadas de fibra de vidro, ficando assim, fissurado. :-)
Ao Douglas, há interferência sim do calcanhar na roda dianteira. Mas não me incomodei com este aspecto pelo fato de que estava previsto no conceito da bike. Alguns modelos realmente tem esta característica, até mesmo as M5, que são o sonho de muitos reclineiros (incluindo eu) :-)
Ao Marcelo Montanhista e ao Fábio, de fato, só queria ter tido chance de ter posto meu grupo Shimano Deore e uns pneus semi slik 1,5", e levá-la para a estrada. Infelizmente, não deu tempo!!! Mas ano que vem, quando voltar, espero "judiá-la" bastante.
Ao Rubiam, já visitei seu site várias vezes. e de vez em quando, continuo passando por lá.
O Roberto, minha resposta vem pelas fotos. Elas foram tiradas antes de terminar a bike. Eu tinha grande curiosidade de testar o guidon, mas também não. Mas posso te garantir que é muito legal pedalar a bike na posição esquilo, além de confortável. O post High Racer 26x26 - Parte 7
já trazia uma discussão sobre este assunto.
Aos demais amigos, respondi diretamente em seus blogs.
Bom, acho que era isso!!!
Obrigado por contribuirem no blog e continuem visitando sempre!!
Abraços e até o proximo post.

19 agosto, 2007

Reclinada do Dinho

Vai aqui uma postagem rápida somente para avisar que tem mais um videozinho feito por mim disponível lá no Youtube. No vídeo eu apresento uma bike que meu irmão fez em 2005. Atualmente, a mesma está desmontada, pois ele já fez mais duas e aproveitou as peças (rodas, freio, etc) da mesma para outra de suas criações.

14 agosto, 2007

High Racer 26x26 - Final


Este post fechará o relato da construção que se extendeu por mais de ano. Dado o tempo que levei para construí-la, nada mais justo que começar falando sobre expectativas. Estudando e dando aula sobre Serviços e Marketing aprendi que a expectativa é talvez a maior responsável pelo julgamento sobre a qualidade de algo. Acredite que quanto maior sua expectativa e mais lento o tempo de resposta à ela, pior será seu parecer em relação ao que você quer. Seguindo este raciocínio imagine o tamanho de minha expectativa em relação a esta reclinada. Então, tentarei ser o mais bonzinho possível sobre minhas impressões em relação à ela, e deixarei que o tempo mostre gradativamente seus defeitos.
É por ter consciência disso que tentarei fazer um relato o mais positivo possível sobre minhas impressões em relação a esta High Racer 26x26. Durante a última semana fui a Rio Grande ver minha família. Como os leitores deste blog já sabem, meu irmão mais velho é um cara extremamente habilidoso e adora reclinadas, tanto que já construiu três, usa duas delas diariamente e quer vender um quadro que está lá parado. Além disso, ele tem um perfil bem pró-ativo, de quem o tempo todo sugere soluções, contexta e mete as mão no trabalho. Logo, resolvi terminar com ele minha bicicleta de uma vez por todas e passar por cima de eventuais detalhes de acabamento e geometria que estavam me atrapalhando. Durante quatro dias serramos, soldamos e discutimos bastante até chegar no resultado que pode ser visto pelas fotos e também no vídeo abaixo. De todas as caracteristicas da bike o que mais me impressionou foi seu peso, que ficou em torno de 15 ou 16Kg. Considerando que usei muito aço e que minha preocupação inicial era a geometria, este resultado foi bastante satisfatório. Quanto à dirigibilidade, não gostei muito. Se for andar numa estrada esta bike será ótima, mas no caso de uma cidade cheia de carros, motoristas indisciplinados e ruas mal planejadas não sei não, mas me pareceu um pouquinho arriscado utilizá-la. Qual o motivo?? Explico: primeiro, a altura do banco não permite colocar toda a plataforma do pé no chão com a bike parada e, segundo, o design arrojado atrapalha um pouquinho para manobras mais drásticas e curvas fechadas. Contudo, cabe lembrar que as Ferraris são o sonho de muitos e também não andariam adequadamente numa cidade cheia de buracos e com trânsito caótico.
Quanto à geometria, uma coisa me deixou insatisfeito. Só pude testar um modelo de guidon, tipo esquilo e rígido. Este guidon, me passou a impressão de elevar o risco de lesões na eventualidade de levar um tombo, ainda mais em alta velocidade. Portanto, o mesmo não passou pela minha aprovação.


Apesar dos problemas verificados, o resultado geral ficou ótimo. Como já ouvi de alguém falar, ou eu mesmo já falei, a melhor bicicleta é aquela que lhe faz feliz. Neste aspecto esta bike ganhou muitos pontos. Eu tinha muiiiitas expectativas sobre essa criação e mesmo assim o resultado não foi tão frustrante. Em suma, acho que o projeto foi aprovado, cabendo agora testá-lo. E esta é a parte triste da história, pois a partir de Setembro estarei fazendo uma viagem na qual, esta bike não poderá embarcar. Ou seja, a mesma ficará em Rio Grande com meu irmão e eu ficarei mais um tempinho longe das pedaladas reclinescas. Fazer o que?!! Coisas da vida!!!

Bom!! O texto já está longo demais para o meu gosto. :-)
Quero agradecer a todos que acompanharam o relato ou tiveram algum envolvimento direto na construção dessa bike. Todos os comentários foram muito úteis e bem vindos. Aprendi bastante sobre o assunto neste período e acredito que parte do aprendizado não teria acontecido sem a interferência das opiniões de todos. O blog continuará normalmente em andamento e sofrerá boas melhorias a partir de Setembro, possívelmente com contribuições vindas diretamente do outro lado do Atlântico.
É isso!!
Obrigado pela visita e até o próximo post!!